Arquivo | Artes Plásticas RSS feed for this section

Cool da cabeça aos tênis

20 abr

(escrito no primeiro bimestre de 2010)

Se o começo dessa década contou com muitos ídolos visualmente comedidos, não se pode dizer o mesmo de seu final. Houve uma explosão de figuras extravagantes, talvez com destaque maior para Lady Gaga. Figura mundialmente adorada, a cantora abusa da excentricidade, virando notícia a cada aparição. A febre emo também deixou uma série de visuais freak e exagerados em evidência na mídia. No Brasil, a apresentadora e blogueira Marimoon é uma das figuras públicas que mais se destaca por roupas e cabelos em constante mudança, vários deles bem ousados para a televisão.

Marimoon e seu tênis “Cheshire Cat”, feito por Tatiana Zacariotti

O tênis customizado está entre os artigos em alta nessa inovação estética.  Nos pés de celebridades e jovens, a mania de decorar o calçado com estampas próprias e exclusivas está cada vez mais evidente.  Divulgados por meio de blogs dos artistas, os tênis expõem diversos temas: bandas, personagens, paisagens, frases estilizadas, abstratos – e por aí vai, até o limite da criatividade.

Lilian Carvalho, formada em Design Gráfico pela Escola Panamericana, diz que pintou um primeiro tênis para uma amiga, só por diversão. O pisante fez sucesso na turma, o que motivou a artista a continuar na área. “Pouco depois de colocar as fotos dos tênis na internet, uma garota de Goiás pediu para eu fazer um, com tema de ‘doces’. Achei a ideia boa e topei”, comenta a artista, que também é diretora de arte numa empresa de propaganda.

Tênis com tema “doces”, feito por Lilian Carvalho

Assim como Lilian, Tatiana Zacariotti, formada em Artes Plásticas pela Unesp, concilia a atividade com um emprego em assessoria de comunicação. Antes dos tênis, já pintava camisetas para amigos que não conseguiam encontrar determinadas estampas no mercado. Ela experimentou pintar tênis por acaso. “Comprei um All Star branco, me arrependi e resolvi pintá-lo. O tênis é de lona e eu já estava acostumada com pintura em tela, então fluiu naturalmente.”

A venda de tênis customizados ocorre majoritariamente por internet. Ainda não há muitas lojas físicas nem bancas em feiras livres que comercializem o artigo. “A internet funciona como um grande portfólio”, comenta Lilian. Tatiana vê vantagens tanto nos preços quanto no alcance. “Há um grande mercado para isso fora de São Paulo, a procura é muito grande em estados do Nordeste, por exemplo.” Bruna Veloso, formada em Artes Cênicas e pós-graduada em Moda, concorda, apontando que “é muito mais comum receber pedidos do Sul, de São Paulo e do Nordeste do que de Belo Horizonte”, cidade em que reside. Bruna começou a pintar tênis depois de ver uma matéria no programa Mais Você, da Globo, e se deu bem com o produto. Recentemente, ela apareceu na Capricho numa matéria sobre tênis customizados do filme Crepúsculo, sendo a única artista nacional da matéria.

Tênis com tema “Crepúsculo”, feito por Bruna Veloso

Sobre os temas mais procurados, Tatiana tem um pódio na ponta da língua: “Pequeno Príncipe, Alice no país das maravilhas e Beatles são muito pedidos. Eu até peço aos clientes uma certa margem de criação para não repetir layout, senão fica chato”. É também o que diz Lilian, que resolveu só trabalhar com criações próprias, recebendo do cliente apenas o tema, para então desenvolver o layout por conta própria.

Ao aprofundar mais no tema do tênis como forma de expressão, as duas são categóricas.  Além de defender a criação autoral do tênis, Lilian acredita na importância do jovem “adquirir um produto que o insira numa tribo e o faça se sentir parte de algo”.  Tatiana comenta que trata a customização de tênis “como um designer de móveis trataria suas peças, buscando união do ‘útil’ e do ‘belo’”, sendo que já trabalhou com pedidos mais incomuns, que requisitaram (além da tinta) arrebites, lichamento e até bordados.

Falando em pedidos incomuns, Bruna comenta sobre um que recebeu do Pará querendo um tênis da banda Aviões do Forró. O cliente exigiu que o calçado tivesse “arte em quadriculados e azul turquesa ao fundo”. Segundo Bruna, é muito comum receber encomendas de pessoas apaixonadas por um tema, sugerindo layout com excesso de informação e que não funciona esteticamente.  Contra essa poluição, ela diz que o diálogo com o cliente e a criação conjunta ainda são as melhores saídas.

Temos promissoras jovens artistas lidando com esse novo mercado, que já existia de forma mais popular no exterior e está chegando com tudo ao Brasil, com direito a matérias em revistas e famosos aparecendo com esses calçados na televisão. Pouco a pouco, esses tênis estão fazendo a cabeça dos jovens.

Bruna Veloso

Flickr: /brunaveloso

Lilian Carvalho

Flickr: /diferenteassim

Tatiana Zacariotti

Flickr: /immateria

Anúncios

Agenda (2 a 8 de abril)

1 abr

10 indicações da semana para quem mora em São Paulo!

01) No próximo sábado (07), começa a edição brasileira do festival Lollapalooza. Entre os destaques, estão Foo Fighters, Joan Jett, Crystal Method, Peaches, Wander Wildner, Marcelo Nova, Pavilhão 9 e Daniel Belleza e Os Corações em Fúria. O evento ocorre no Jockey Club.

02) O Lollapalooza continua no domingo (08), tendo Perry Farrell, criador do festival, e sua banda Jane’s Addiction como destaques. Arctic Monkeys, MGMT, Thievery Corporation, Racionais, Gogol Bordello, Plebe Rude, Cascadura, Velhas Virgens e Garage Fuzz são algumas das bandas que também tocam no dia.

03) Após se apresentar no festival O Fim do Mundo, Enfim, do Sesc Pompeia, o Restos de Nada poderá ser visto no Hangar 110.  Periferia S/A, Agrotóxico, DFC, Oitão, Ódio Social e Vítima completam o line-up da noite. A apresentação está marcada para sexta-feira (06).

04) O excelente baterista Edu Ribeiro se apresenta com Daniel D’Alcântara (trompete) e Bruno Migotto (contrabaixo) nesta sexta (06). Entre os compositores homenageados no repertório, estão Thelonius Monk, Freddie Hubbard e Johnny Alf. O show ocorre no Sesc Santo Amaro.

05) Nesta terça (03), Zuza Homem de Mello inicia seu curso Grandes Momentos do Jazz na Casa do Saber. O programa de aulas é separado em: anos 1920 e 1930; anos 1940 e 1950; anos 1960 e 1970; e anos 1980 até o presente.

06) Feitiço do Tempo, um dos maiores clássicos no currículo de Bill Murray, será exibido nesta quinta (05) no Cine Olido, que está prestando homenagem ao ator. No filme, Murray interpreta um jornalista ranzinza que passa a viver o mesmo dia repetidamente e começa a repensar suas atitudes.

07) As bandas Ação Direta e Like a Texas Murder apresentam seu som punk/crossover no Benjamin Rock Bar.  O show ocorre no próximo sábado (07).

08) O Soundtrackers se apresenta no Bourbon Street nesta sexta (06). O grupo é conhecido por sua especialização em versões de famosas trilhas sonoras do cinema.

09) O guitarrista e vocalista Clemente (Inocentes/Restos de Nada) se apresenta ao lado de Sandra, do Mercenárias, clássica banda punk feminina. O show ocorre no Sesc Consolação nesta quinta (05).

10) A partir desta quarta (04), a OCA, um dos espaços artísticos do Parque do Ibirapuera, abre a exposição Let’s Rock. Será possível ver diversas fotos antológicas de ícones do rock’n roll, como Rolling Stones, Beatles, Kiss, Clash, entre outros. A mostra termina em 27 de maio.

5 Brain Pickings + 10 Flavorwires

23 mar

Brain Pickings e Flavorwire são os sites com pautas culturais mais interessantes da atualidade. Percebi que nesta semana que passou eles soltaram muita coisa boa, então resolvi separar 5 entradas de um e 10 do outro para enaltecê-los e, quem sabe, criar novos seguidores – porque eles merecem.

Brain Pickings

1) Vídeo com Alfred Hitchcock falando sua definição da felicidade

2) Pinturas islâmicas do fim do século XVI que mostram a vida do poeta persa Rumi

3) 27 das mais estranhas invenções da História, incluindo o chapéu-rádio, a luz sonora para cegos e a câmera-revólver

4) Ilustrações infantis educativas da década de 1950 sobre o uso inteligente da água

5) Os desenhos bizarros que Dr. Seuss fez e nunca foram exibidos

Flavorwire

01) Kurosawa pintava algumas das cenas que ia filmar; confira essas pinturas comparadas com seus frames respectivos

02) Com os fotógrafos certos, campos de paintball podem parecer cenários pós-apocalípticos

03) Veja 10 casas, prédios ou santuários em forma de fruta

04) As críticas mais absurdas feitas pela Westboro Baptist Church, seita conhecida por sua intolerância, a figuras da mídia e celebridades

05) Fotos sensacionais dos bastidores de Metrópolis, de Fritz Lang, lançado em 1927

06) A artista Alicia Martín fez três esculturas enormes compostas de livros saindo de edifícios

07) Sutiãs inspirados em Harry Potter, Van Gogh, Pokémon, Toy Story e diversos outros

08) O artista Heikki Leis conseguiu transformar fungos e restos apodrecidos em arte da mais bela

09) 12 filmes mal-interpretados pelos críticos de suas épocas, incluindo Cidadão Kane, O Poderoso Chefão 2 e Annie Hall

10) 10 interessantes aquarelas de Akira Beard com ícones da cultura pop

Notícias (3 a 9 de março)

9 mar

Notícias e outras novidades que me chamaram a atenção durante a semana:

01) Johnny Depp não cansa de tentar novos visuais. Veja ele nas fotos mais recentes de Dark Shadows e Lone Ranger.

02) David Lynch ganhou uma exposição na Tilton Gallery, em Nova York. O diretor não expunha seus quadros em museus da cidade desde 1989. Bob’s Second Dream é uma das obras da exibição.

03) O próximo hit da Madonna foi escrito em colaboração com o Mika. Um trechinho já foi liberado na net.

04) Ninguém merece um Bane versão minicraque. Mas foi feito.

05) Fiona Apple finalmente quebrará o jejum e lançará novo álbum. Assim como em seu segundo lançamento, o título também é excessivo. Neste caso, ele é composto por 23 palavras: The Idler Wheel is wiser than the Driver of the Screw, and Whipping Cords will serve you more than Ropes will ever do. Não importa, tem mais é que falar, cantar e voltar à tona. Ainda lembro a primeira vez que vi seu clipe Criminal, no Top 10 USA da MTV (apresentado por Cazé na época).

06) Charlie Sheen será o host da Rock N Roll All Stars no Brasil. A banda, que conta com Gene Simmons, Glenn Hughes, Duff McKagan, Sebastian Bach e outras lendas do hard rock, se apresenta no dia 21 de abril no festival Metal Open Air, de São Luís (MA).

07) Não é novidade, mas descobri esse vídeo sobre o livro R. Crumb: The Complete Record Cover Collection. A obra reúne todas as capas de disco realizadas pelo quadrinista, que criava originais por encomenda, além de fazer interpretações de seus clássicos favoritos.

08) Não acompanho Simpsons, mas a homenagem que eles fizeram para Game of Thrones em seu último episódio é espetacular.

09) O próximo álbum do Metallica será lançado de forma independente e o baterista Lars Ulrich está preocupado com a distribuição do disco. Bem curiosa essa reviravolta, já que a banda foi a maior inimiga do Napster em 2000 e poucos. Bom, a primeira preocupação deles deveria ser voltar a compor bem, algo raro nos últimos anos.

10) Mary Elizabeth Winstead, atriz inesquecível de Scott Pilgrim Contra o MundoÀ Prova de Morte e Duro de Matar 4.0, foi contratada para atuar no filme A.C.O.D. (Adult Children of Divorce). Sempre é bom revê-la, mas sua participação em Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros provavelmente será mais empolgante.

11) O SNES não é fabricado desde 2003, mas para a surpresa de todos, ganhará um lançamento. Nightmare Busters foi produzido pela Super Fighter Team e custará 60 dólares. Vendo assim por cima, me lembrou de leve o jogo Sparkster.

12) A TV Cultura fez mais um corte em sua folha salarial, dispensando 50 empregados. Lamentavelmente, entre eles está Cadão Volpato, apresentador do Metrópolis e vocalista da banda Fellini. Entrelinhas e Vitrine são alguns dos programas que podem ser tirados do ar.

13) Lindsey Bessanson criou uma série de insetos steampunks. Surreal pra cacete. Veja a galeria aqui.

14) Saiu trailer de Hit and Miss, nova minissérie com a musa indie Chloë Sevigny. Seu papel? Uma assassina profissional transex.

15) O Flavorwire fez uma lista bacana dos 10 filmes mais “estranhamente eróticos”. Entre eles, o filme primordial (Estrada Perdida), Irreversível, Crash – Estranhos Prazeres e A Professora de Piano. Confira a lista completa aqui.

16) O single One, do U2, completou 20 anos. O clipe do Bono fumando é um lixo, mas a versão do búfalo era uma das melhores coisas da MTV na época.

17) Foi divulgado nesta semana abaixo-assinado a favor da Comissão da Verdade com nomes de diversos cineastas brasileiros. Laís Bodansky, Ruy Guerra, Walter Carvalho, Sergio Rezende, Sergio Machado, Phillipe Barcinski, Eduardo Escorel e Barretão são alguns dos representantes na lista, que pode ser vista na íntegra no blog do Zanin. (Abaixo, o excelente curta Palíndromo, do Barcinski)

18) Woody Allen vai atuar no filme Fading Gigolo, dirigido por John Turturro. Eles já trabalharam juntos em Hannah e Suas Irmãs, com os “papéis” invertidos. Sharon Stone e Sofia Vergara também estão no elenco.

19) Pra finalizar, pobre Guido Crepax que se revirou na tumba com essa Valentina.

Êxtase de São Francisco com os estigmas

10 fev

No segundo ano da faculdade, o saudoso professor Jorge Paulino, que leciona História da Arte, nos incumbiu de analisar qualquer quadro do acervo do MASP. Que eu lembre, eram poucas as restrições para escolha: não poderia ser contemporâneo e era essencial que fosse figurativo. Após dar uma passada de olho de meia hora nas obras do acervo, tendo que desviar minha atenção do que mais me intrigaria (contemporâneos e abstratos), essa pintura acima, feita por Doménikos Theotokópoulos, mais conhecido como El Greco, me interessou.

Lembro que minha escolha foi motivada sobretudo pelo crânio repousando sobre livros, no canto inferior esquerdo. Na época, fazia poucas semanas que tinha monitorado uma aula de Leandro Karnal na Casa do Saber, onde eu estava trabalhando, e era a primeira ou segunda aula de seu curso sobre os sete pecados capitais. Após falar sobre história e evolução de determinado pecado, ele apresentava obras, em diversos tipos de arte, que contivessem aquele conceito proibido. Ao falar da vaidade, foram mostrados diversos quadros com caveiras, um dos grandes ícones da arte vanitas, que tinha como objetivo central afastar o humano deste pecado. Não importava quantas riquezas, aventuras e aprendizados tivéssemos – dizia a lição -, na morte, implacável, éramos todos iguais. Mesmo obras contemporâneas ainda são rotuladas como vanitas de vez em quando, como este crânio de diamantes feito por Damien Hirst.

Na interpretação, destaquei o diálogo entre os três componentes principais da tela (São Francisco, a caveira e o raio) como objeto central da obra. Fiz uma descrição literal de cada um deles, o que não é difícil mapeando o quadro e tendo paciência, às vezes de horas, para apreciar cada detalhe em cada setor, como o JP bem ensinou. Alguns dos detalhes que me chamaram atenção, agora ao reler, estão ligados à expressividade excessiva do crânio, de certa forma até mais emocionado que o cadavérico São Francisco, e à sinuosidade na mão direita do santo, quase etérea, cujo flamular me fez até pensar no impressionismo (comparação que utilizei no trabalho me perdoando de antemão pela leviandade e anacronismo). Abaixo, coloco um exemplo de arte vanitas no impressionismo, em quadro de Paul Cézanne.

Apesar de não ser entusiasta da teoria da aura, desenvolvida por Walter Benjamin (foto abaixo), vou ter que defendê-la aqui. No ensaio em que propôs essa ideia, Benjamin questiona o valor de conhecer uma obra apenas por sua reprodução técnica em detrimento de vê-la pessoalmente – algo que já era tendência na época (1936). No caso de Êxtase de São Francisco com os estigmas, existem detalhes interessantes que são mais difíceis de perceber, ou imperceptíveis de fato, na imagem computadorizada. É um estímulo a mais para ir ao museu e conferir que a caveira aparenta ter uma espécie de olho em sua órbita (cavidade óssea onde ficam alojados os globos oculares). Diga-se de passagem, um olho muito mais humano que os de São Francisco, que parecem estar cegos, quase vazados, olhando para a luz divina.

Parte do que atrai no quadro é seu “equilíbrio sinuoso”. De certa forma, há um eixo diagonal composto pelo raio e pelo santo, que contrapõe a escuridão do canto superior direito do quadro e a claridade do canto oposto. Esse corte também ajuda a conferir noção de movimento ao São Francisco que, graças à escuridão que esconde o início de sua batina, parece estar ascendendo à luz, ao céu. É curioso também notar que o único raio expressivo no canto superior direito está justamente incidindo sobre a abóbada craniana de São Francisco, o que também sugere iluminação divina. O santo, que olha para cima, parece estar aqui muito mais alinhado com a condição divina dos raios do que com a condição humana da caveira, que olha para baixo. Neste ângulo, onde surge a contraposição entre revelação etérea e efemeridade carnal, está o diálogo clássico entre o humano e o divino, muito comum na pintura das eras medieval e moderna.

El Greco pintou a maior parte de suas obras-primas em Toledo, na Espanha, após ter aperfeiçoado sua arte em Veneza, na Itália – mas ficou conhecido assim por ter nascido na Grécia. Ele pintou o quadro no fim do século XVI, quase quatro séculos após a cena retratada. Conta a história que São Francisco teria percebido seus estigmas em 1224, vários anos após sua primeira iluminação, na qual Cristo teria falado com ele do alto de um crucifixo. El Greco fez ao menos cinco outras pinturas do frade beatificado, como essa a seguir, chamada apenas de Êxtase de São Francisco.

Êxtase de São Francisco com os estigmas está longe de ser uma das obras mais notáveis do MASP. O bom desse exercício foi perceber o quanto telas aparentemente simples ou comuns podem carregar detalhes preciosos que podem valorizá-las muito. Às vezes, ainda penso em fazer, apenas por diversão, esse tipo de observação mais atenta e com pesquisa posterior, sobre As Tentações de Santo Antão, uma das magníficas telas de Hieronymus Bosch que estão no MASP. Ela não chega a ser um Jardim das Delícias, tríptico de Bosch que talvez mereça uma existência de estudo, interpretação e deleite, mas certamente pode prender a atenção por um bom tempo.

Êxtase de São Francisco com os estigmas

El Greco

MASP (Acervo)

R$15 (inteira) de quarta a domingo / Grátis às terças-feiras