Cego injusticeiro

22 fev

Uma entrada atípica e mais que importante. Glauco Mattoso leu meu post sobre o Pegadas noturnas e me enviou seu mais novo soneto, de número 5088, intitulado “Cego injusticeiro”. Felizmente, ele me “auctorizou”, em sua característica orthographia etymologica, a publicá-lo aqui, junto de breve parágrafo sobre o que o inspirou.

 

Em tempo: quanto ao abaixo-assignado pela permanencia de Frederico
Barbosa na Casa das Rosas, não posso abrir annexos neste computador para
cegos, mas, depois de informado sobre seu teor, que (sem entrar no
merito de polemicas e controversias, respalda o trabalho positivo e
productivo do Fred à frente da Casa), dou meu apoio. Aproveito para
manifestar abaixo a minha opinião.

CEGO INJUSTICEIRO [soneto 5088]

De brigas pessoaes à margem fico,
mas acho inquestionavel que, na Casa
das Rosas, Frederico deu mais asa,
mais penna aos novos bardos, e mais bico.

Defendo, pois, que fique o Frederico
na Casa. Quanto às brigas, eu a brasa
não puxo ao peixe alheio. Acho que atraza
dois lados quando um pau só batte em Chico.

De minha parte, nada contra o Regis
terei, si destractado nunca fui.
Por outros fui listado entre os hereges.

Tomar partido em nada contribue.
De arranca-rabos, rinhas, rixas, freges,
mantenho-me à distancia, feito Ruy.

///

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: